quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Japoneses usam garrafas plásticas para criar novo detector de radiação

(This August 15 story was corrected in the first paragraph to clarify that detectors are made from the same plastic as PET bottles, not from recycled PET bottles. In the second paragraph, the company name has been corrected to Teijin Chemicals Ltd, from Teijin Ltd.)
 
O aparelho, chamado 'Scintirex', deve custar um décimo dos atuais. Projeto foi desenvolvido em parceria por universidade e empresa privada.

Para suprir a crescente demanda por detectores de radiação, um pesquisador japonês elaborou aparelhos feitos de garrafas PET recicladas, e de forma barata. O país sofreu o pior acidente nuclear no mundo em 25 anos após o terremoto e tsunami de março.

Os detectores criados por Hidehito Nakamura, professor assistente da Universidade de Kyoto, no oeste do Japão, em cooperação com a empresa Teijin, cortaram em 90% o custo em relação aos aparelhos existentes, muitos dos quais são produzidos por empresas estrangeiras.

"Queremos ter um produto acabado até o final de setembro, para atender à crescente demanda após o terremoto de março", disse Toru Ishii, executivo de vendas da Teijin.

Nakamura criou o "Scintirex", uma resina de plástico que emite um brilho fluorescente quando exposta à radiação. A resina age como um sensor dentro dos detectores, permitindo medir o nível de radiação.

'Scintirex' é feito com garrafas PET reutilizadas (Foto: Reprodução / Daily Motion) 
'Scintirex' é feito com garrafas PET reutilizadas (Foto: Reprodução / Daily Motion)

O novo material deve reduzir drasticamente os custos para detectores pessoais de radiação e para aparelhos maiores de monitoramento que serão usados pelo governo e empresas.

O departamento de relações públicas da Teijin estima que os sensores para os detectores estarão disponíveis a partir do mês que vem para organizações governamentais e empresas classificadas como prioritárias, por aproximadamente 10 mil ienes (aproximadamente R$ 210) -- um décimo do custo dos materiais atualmente disponíveis. 

O "Scintirex", derivado principalmente da resina de garrafas PET, combina força, flexibilidade e baixo custo da resina amplamente disponível de PET, com a sensibildade à radiação dos "Cintiladores Plásticos", atualmente o principal material sensível à radiação, exportado ao Japão pela empresa francesa Saint-Gobain.

Por enquanto, a empresa francesa domina o mercado de sensores de radiação. No entanto, Ishii disse que a invenção de Nakamura deve competir nesse setor.

Apesar das descobertas de Nakamura terem sido publicadas no periódico científico Europhysics Letter no final de junho, o desenvolvimento do produto se acelerou por causa da crescente demanda.
O terremoto e tsunami massivos de 11 de março afetaram a usina nuclear Fukushima Daiichi, na costa nordeste do Japão, desencadeando o derretimento das barras de combustível e provocando a pior crise nuclear desde Chernobyl, na Ucrânia, em 1986.

Retirado: GI e MedicinaNuclear

Nenhum comentário:

Postar um comentário