terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Med Nuclear: CASO 3

CASO 3 :

Teste - Uniformidade Intrínseca.




SOLUÇÃO :


A imagem abaixo é fruto de uma aquisição de uniformidade (fonte pontual distante, detector sem colimador, etc...) onde foi intencionalmente desabilitada a aplicação da tabela de correção de linearidade (mapa de linearidade). Nesse caso foram mantidas as aplicações das tabelas de correção de energia e, para esse equipamento, da tabela de sensibilidade ou flood correction. Desnecessário comentar a importância da correção de linearidade pois, como o próprio nome indica, lineariza a imagem tornando-a viável para a análise diagnóstica. Seu papel é corrigir em tempo real às coordenadas de cada cintilação já que, devido a curva de resposta das Pm's, ocorre uma desvio entre a posição que o gama interagiu com o cristal e a posição (coordenadas) determinada pelo sistema detector. Assim, a calibração de linearidade é crítica para a uniformidade e o bom desempenho das câmeras de cintilação.

Sergio Brunetto

PS: Para visualizar outros casos selecione a TAG ENSINO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário