segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Concurso público CTA




Foi divulgado o edital do concurso público do DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA AEROESPACIAL (CTA). São 241 vagas. Das vagas em que graduados em Física podem se candidatar, destaco para os físicos médicos as vagas de "pesquisador assistente de pesquisa - LASER/FOTÔNICA" e "tecnologista pleno I - PROTEÇÃO RADIOLÓGICA". Os salários para estas vagas são na faixa de R$9500 para quem tem doutorado e R$7500 para quem tem mestrado.




Notícia publicada no site do CTA (fonte):

"O Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), de São José dos Campos (SP) lançou hoje, dia 08, edital para o provimento de 241 vagas em cargos efetivos da carreira de Ciência e Tecnologia. São oferecidas vagas para São José dos Campos,  para o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão e Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Parnamirim (RN). As vagas são de nível superior, técnico e médio e os salários variam de 2.867,31 a R$9.490,33, a depender do grau de escolaridade.

As provas objetivas serão aplicadas dia 9 de junho de 2013 nas cidades de São José dos Campos, São Luís (MA) e Natal (RN). Além das provas objetivas, para alguns cargos também será exigido prova de títulos, análise de currículos e defesa pública de memorial. 

As inscrições iniciam no dia 18 de março, seguem até 26 de abril e poderão ser realizadas pelo site da Fundação para o Vestibular da Universidade Paulista “Julio de Mesquita Filho” (VUNESP), que é a banca organizadora do concurso público.  O valor da taxa de inscrição é de R$ 90,00 para os cargos de nível superior e R$ 60,00 para os cargos de nível técnico e médio.

Informações mais detalhadas podem ser obtidas no Diário Oficial da União de 08 de fevereiro de 2013 (http://www.in.gov.br) ou no endereço eletrônico da VUNESP (http://www.vunesp.com.br)"

4 comentários:

  1. A vaga de "tecnologista pleno I - PROTEÇÃO RADIOLÓGICA é somente para engenheiros. Pretendia prestar o concurso mas depois que li o edital me deparei com este fato. Tem muitos físicos médicos capacitados, e nivelar a vaga a este ponto mostra que muitos não sabem as reais capacidadaes de um físico médico ou querem privilegiar uma determinada classe.

    ResponderExcluir
  2. É, realmente. Não seria esse um caso onde as instituições que nos representam (ABFM, por exemplo) mostrar que um físico médico é tão apto quanto um engenheiro para a realização dessa função?

    ResponderExcluir
  3. Tiago, acredito que, como em outros concursos, o curso de física pode ser aceito como um curso da área das engenharias. Acho que vale a pena mandar um email para os responsáveis questionando.

    ResponderExcluir
  4. Foi divulgado um edital de retificação deste concurso. O requisito para a vaga de tecnologista pleno em proteção radiológica é Graduação Plena em Engenharia Química ou Engenharia Química Industrial ou Química ou Química Industrial e Mestrado em Ciências, preferencialmente em Radioproteção
    ou Tecnologia Nuclear ou Ciências e Tecnologias Espaciais. Pergunta: o que química tem a ver com proteção radiológica?

    ResponderExcluir